Guilherme Carvalho - 17 de julho de 2016 às 15H 56M

As fragilidades do ser humano nos contos de Guilherme Azambuja Castro

fgs\\sdg

Livro do escritor gaúcho foi o vencedor do Primeiro Prêmio Cepe Nacional de Literatura na categoria Conto

Conversamos com Guilherme Azambuja Castro sobre seu livro O amor que não sentimos e outros contos, com o qual se saiu vencedor do primeiro Prêmio Cepe de Literatura na categoria Conto. O livro fez parte do projeto de mestrado em Escrita Criativa do autor na PUC-RS. Atualmente ele conduz uma pesquisa de doutorado sobre o mesmo tema.

Nessa entrevista, Guilherme falou sobre sua formação literária, influências e projetos futuros.

“Tenho refletido sobre o quê escrever muito mais do que o como escrever, porque eu percebi que é a matéria, os temas que me levam a escrever. E um deles é a infância. Esse é um espaço que te permite trabalhar uma lírica, uma poesia que me apaixona.

Para mim a literatura é a relação interpessoal, a relação do homem com o homem. No que eu puder expor a fragilidade de um personagem, como um representante do ser humano eu sou capaz de trabalhar, seja em um conto ou qualquer outro gênero. Acho que os contos desse livro são um pouco isso”.

Confira a integra da entrevista, veiculada na edição #649 do Café Colombo na Rádio  Universitária 99,9 FM.

Guilherme Carvalho

Participa da atualização deste site e das mídias sociais do Café Colombo, além da apresentação e produção do programa na Rádio Universitária FM. Graduando em jornalismo pela UFPE.

Comentários

desenvolvido por Shamá