Mano Ferreira - 17 de agosto de 2015 às 16H 16M

Biagio Pecoreli indica O Erotismo, de Georges Batailles

biagiop

A presença oculta da sexualidade na religião e na filosofia, além de suas relações com a vida e a morte são alguns dos aspectos abordados no ensaio O Erotismo, do escritor francês Georges Bataille.

Essa é a dica de leitura do poeta, ator e performer Biagio Pecoreli para os ouvintes do Café Colombo.

bataille-o-erotismo“No momento, a minha pira é ler o Georges Batailles, especificamente O Erotismo, que foi relançado há no máximo 2 anos aqui no Brasil, com uma edição maravilhosa, linda.

É um livro fundamental da obra de Batari, que é poética, mas também filosófica. As duas coisas, de maneira muito misturada.

É um livro onde coloca toda a sua visão de erotismo e morte como, digamos, face de um mesmo movimento, e não como coisas opostas”.

Biagio Pecoreli

Mano Ferreira

Editor deste site, integra o Café Colombo desde 2012. Jornalista formado pela UFPE, trabalhou nos jornais Folha de Pernambuco e Diario de Pernambuco, onde atuou na Revista Aurora. É colunista do Mercado Popular e foi co-fundador da rede Estudantes Pela Liberdade no Brasil.

Comentários

desenvolvido por Shamá