Mano Ferreira - 25 de setembro de 2015 às 10H 19M

Jacques Fux: Brochadas em Autoficção

AppleMark

Nova potência da literatura brasileira, Jacques Fux está lançando agora, em 2015, o livro Brochadas, pela Editora Rocco. Vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura na categoria escritor iniciante por sua obra Antiterapias, em 2013,  Jacques aborda agora o tema da falha sexual, a famosa brochada.

brochadas - jacques fuxNessa obra, ele escreve sobre um personagem, também chamado Jacques Fux, que tenta entender os seus episódios de impotência e se comunica com as ex-namoradas.

Jacques Fux pode deixar a desejar na cama, mas é um sucesso acadêmico: é formado em Matemática, mestre em Ciência da Computação e doutor em Literatura Comparada pela UFMG, além de pós-doutor pela Universidade de Harvard.

Assim como no seu premiado romance Antiterapias, Jacques se utiliza da autoficção em Brochadas para confundir o leitor sobre o que é verdade e o que é pura ficção.

“Se você quer ofender um homem, a grande ofensa é chamá-lo de brocha, de impotente. Existem algumas teorias psicanalíticas que mostram que talvez essa impotência, essa falta de gozo, leve esses homens a procurar outras coisas para preenchê-los. A gente sempre brinca que as pessoas têm uma Ferrari porque não conseguem (se satisfazer na cama). É uma brincadeira, mas acaba sendo bem sério”.

Confira a íntegra desta entrevista conduzida por Renato Lima com o escritor Jacques Fux, originalmente veiculada em 20 de setembro de 2015, na edição #617 do Café Colombo na Rádio Universitária 99,9 FM.

 

Mano Ferreira

Editor deste site, integra o Café Colombo desde 2012. Jornalista formado pela UFPE, trabalhou nos jornais Folha de Pernambuco e Diario de Pernambuco, onde atuou na Revista Aurora. É colunista do Mercado Popular e foi co-fundador da rede Estudantes Pela Liberdade no Brasil.

Comentários

desenvolvido por Shamá