Mano Ferreira - 22 de setembro de 2015 às 10H 37M

Jornalismo em questão no romance Número Zero: um debate a partir de Umberto Eco

 

Um grupo de redatores prepara um jornal que nunca será publicado. Não se trata de um informativo. O seu objetivo é chantagear, difamar, prestar serviços duvidosos a seu editor. Um perfeito manual do mau jornalismo a partir de um escritor fracassado, uma especialista em casos amorosos de celebridades e um repórter paranóico que tece amplas teorias conspiratórias. Esse é o plano de fundo de Número Zero, mais recente romance do italiano Umberto Eco.

umberto eco

número zero - umberto ecoFilósofo, medievalista e estudioso da mídia, Umberto Eco é um dos intelectuais mais respeitados do mundo e também autor de grandes sucessos literários, como O Pêndulo de Foucault e o ainda mais famoso O Nome da Rosa, que ganhou adaptação ao cinema.

Nesta edição especial do Café Colombo, que marca a estreia da seção Café Colombo Debate, conversamos sobre diversos aspectos do novo trabalho de Eco, desde a sua realização enquanto obra literária até as relevantes questões despertadas pelo livro a respeito do jornalismo contemporâneo. Com mediação de Mano Ferreira, participam da conversa o editor da revista Café Colombo, Eduardo Cesar Maia, e a jornalista Carol Almeida, colaboradora do Suplemento Pernambuco.

Mano Ferreira

Editor deste site, integra o Café Colombo desde 2012. Jornalista formado pela UFPE, trabalhou nos jornais Folha de Pernambuco e Diario de Pernambuco, onde atuou na Revista Aurora. É colunista do Mercado Popular e foi co-fundador da rede Estudantes Pela Liberdade no Brasil.

Comentários

desenvolvido por Shamá