Grandes Navegações


  • Montagem da peça  La Sauvage pelo grupo francês Compaigne du Cadran, em 2012

    A escritura arredia

    Enredada em três atos ao modo clássico (sem subdivisão em cenas), A Selvagem se desenvolve num tempo cronológico linear e com unidade de espaço. Há dois cenários apenas: o café da estação termal, que supomos estar situado em Arcachon, e a casa de Florent. A divisão triádica do texto é explorada para a exposição dos […]

    colunas - 11 de dezembro
  • jean anouilh

    A Selvagem ou a infelicidade clandestina

    A peça A Selvagem, do dramaturgo Jean Anouilh, é uma metáfora das próprias artes cênicas. Mascara os semblantes do real, mais como meio de sedução que exatamente de engano (como Platão iria certamente acusar). Decifrar as mensagens de Hermes, eis o papel de todo leitor que valoriza o escritor: não fazer caírem as máscaras do […]

    colunas - 25 de setembro
  • Henry Fielding

    Os mares estão abertos: Fielding, autor do Quixote

    Breve nota prévia Antes de tudo, gostaria de convidar os leitores a seguir a coluna Grandes Navegações, esclarecendo-os sobre o que devem esperar dos textos que a irão compor. Imaginando todos nós viajantes de uma aventura de Colombo – arriscada e gratificante –, nomeio a seção com uma qualificação de teor superlativo. O que, aliás, […]

    colunas - 28 de agosto

desenvolvido por Shamá