Anna Clara Oliveira

Caruaruense, graduanda em Comunicação Social pela Universidade Federal de Pernambuco, Campus Agreste.

Empresas disponibilizam conteúdos gratuitos durante a epidemia do COVID-19

Autora: Anna Clara
Cooautora: Sarah Coutinho

Várias empresas estimularam o consumo gratuito de produtos culturais e educacionais na fase de quarentena 


Imagem: Divulgação.

Com as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), várias cidades já adotaram o período de isolamento devido a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Empresas como a Udemy, Amazon, Sky, Globoplay, SPcine Play e Senai se mobilizaram e disponibilizaram gratuitamente conteúdos educacionais e culturais devido aos impasses no acesso presencial à educação e à cultura.

A Udemy é uma plataforma de ensino a distância que disponibilizou gratuitamente 40 cursos na área de programação e tecnologia. Os cursos abordam temáticas como HTML, java, banco de dados entre outras. Para ter acesso, é preciso acessar o site da Udemy e realizar o cadastro antes de clicar nos links dos cursos. 

A loja da Amazon oferece mais de 2000 livros gratuitos que podem ser baixados no kindle ou Smartphone. Clássicos da literatura brasileiras, romances e conteúdo acadêmico estão no catálogo das obras já disponibilizadas.

A Sky, uma empresa que trabalha com televisão por assinatura via satélite, incluiu recentemente mais 93 canais na lista de sinais abertos da TV e no serviço de streaming Sky Play. Dentre os canais estão o A&E, AMC, Animal Planet, Arte 1, AXN, Band News, Band Sports, BBC, Bis, Boomerang, Canal Brasil, Cartoon Network, CNN, CNN Brasil, Comedy Central, Discovery, Discovery H&H, Discovery Kids, E!, GloboNews, GNT, Megapix, MTV, Multishow, Nickelodeon, OFF, Paramount, Sony Channel, SporTV, Universal Channel, Viva e Warner. 

O Arte1, canal brasileiro paulista vinculado ao Grupo Bandeirantes, com mais de 23 quadros voltados a conteúdos como cinema, arte, música e documentários também disponibilizou seus serviços durante esse período de quarentena.

A plataforma digital Globoplay, criada e desenvolvida pelo grupo Globo liberou 30 filmes infantis, além de séries e novelas durante um mês para não-assinantes. Grande parte do conteúdo disponibilizado é infantil visto que as crianças estarão afastadas das escolas durante o período de crise. 

O SPcine Play é um serviço público de streaming criado pela prefeitura de São Paulo. A plataforma que aluga seus filmes, oferece parte do seu catálogo de forma gratuita. Entre as obras disponíveis produções de cineastas famosos como Hector Babenco, José Mojica Marins (o Zé do Caixão) e Suzana Amaral.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) liberou 12 cursos gratuitos nas áreas de Educação Ambiental, Finanças Pessoais, Logística e Segurança do Trabalho. As qualificações dão direito ao certificado de conclusão e estão disponíveis no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) da Instituição. 

Além dos serviços já citados, festivais com transmissão ao vivo também serão realizados durante o período de isolamento social. Quatro festivais foram selecionados pela Equipe do Café Colombo: O #FestivalFicoEmCasaBR inspirado no Festival de Portugal com o mesmo nome, conta com uma proposta mais intimista e com a participação de 70 artistas que se apresentarão individualmente em suas residências. Estão entre eles Daniela Mercury, Adriana Calcanhoto e Academia da Berlinda.

A versão brasileira ocorrerá entre os dias 24 a 27. O festival #DaSalaDeCasa, já em andamento, foca nos vários artistas que compõem o cenário da música independente brasileira e vai até o dia 14/04. Já o #FestivalLádeCasa, em maior peso, com 42 lives transmitidas ao vivo no Instagram abordará temas relacionados ao cinema, música, fotografia e às artes plásticas no geral. E, por fim, o #FestivalMúsicaEmCasa viabilizado pela gravadora Universal Music do Brasil contará com a exibição de 5 shows diários no Instagram entre os dias 20 a 29 de março.

Paixão de Cristo e Festival Viva Dominguinhos são adiados em Pernambuco

Os eventos foram adiados como medida preventiva contra a contaminação do novo coronavírus

Em Pernambuco, eventos como a “Paixão de Cristo” e “Festival Viva Dominguinhos” foram cancelados devido a advertência dada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em consequência  da epidemia do novo coronavírus (Covid-19). As recomendações dos governos Estadual e Federal são que as autoridades locais devem adotar as medidas para prevenir os riscos de transmissão a partir do cancelamento ou adiamento dos eventos – sejam eles, culturais, políticos, governamentais, religiosos, científicos ou comerciais – com grandes concentrações de público.

Espetáculo da Paixão de Cristo em Nova Jerusalém
Foto: Joalline Nascimento

O espetáculo da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, que acontece há 53 anos no período da Semana Santa e seria realizado de 4 a 11 de abril, em Fazenda Nova, no Agreste pernambucano, foi adiado e acontecerá de 2 a 7 de setembro. Em meio século de história, a apresentação já atraiu mais de 4 milhões de espectadores, que além de conhecerem o maior teatro ao ar livre do mundo, movimentam cerca de R$ 200 milhões de reais gerados em função da realização do espetáculo.

Festival Viva Dominguinhos é adiado.
Foto: Prefeitura de Garanhus

O Viva Dominguinhos, que aconteceria de 30 de abril a 02 de maio, pelo sétimo ano consecutivo na cidade de Garanhuns, também será adiado para o mês de setembro e ainda não possui data prevista. O evento que abriria as festividades relacionadas ao São João do Nordeste em 2020, é realizado pelo Governo Municipal por meio da secretarias de Cultura e Turismo, com apoio direto das Secretarias de Educação, Comunicação Social, Saúde, Assistência Social e Direitos Humanos e Infraestrutura.

Oficina de Cenotecnia é realizada no Sesc Garanhuns

A oficina aborda o avanço da cenotécnica dentro da história das artes cênicas e ainda possui vagas para inscrições


Oficina sobre composição de cenários teatrais em Garanhuns — Foto: Sesc Garanhuns

A partir de hoje (12), o Sesc Garanhuns irá realizar a oficina de Cenotecnia, que aborda a projeção e composição de cenários teatrais, ministrada pelo profissional da área Eduardo Autran. As aulas irão ocorrer até o domingo (15), no Centro de Produção Cultural, Tecnologia e Negócios do Sesc.

Além de apresentar a evolução história da Cenotecnia até a atualidade, a oficina traz instruções sobre técnicas e tipos de nós, amarras, ancoragens, garras e prendedores de fitas. Com aulas práticas e teóricas, o instrutor apresenta conhecimentos na área de execução de projetos cenográficos, noções de segurança, estudos de croquis e plantas, adereços, mobílias e enquadramento de elementos. 

As inscrições para os dias 14 e 15 desta semana ainda estão abertas e as aulas acontecerão no horário das 8h às 12h. O valor de custeio do curso é de R$40,00 (quarenta reais) e os dependentes (que possuem carteirinha) do Sesc e trabalhadores comerciais possuem desconto de R$20,00 (vinte reais) no valor integral.

Pianista Amaro Freitas realiza concerto no Teatro Amazonas

Em processo de finalização do disco “Rasif”, o artista pernambucano realizou o segundo show da sua turnê


Foto: Helder Tavares

Em turnê nacional com seu mais recente álbum “Rasif”, o pianista e compositor Amaro Freitas, apresentou-se ontem (10) pela primeira vez no Teatro Amazonas, em Manaus. Segundo sua agenda de shows, o artista fará suas próximas apresentações nas cidades de Aracaju e Curitiba. O projeto conta com o patrocínio da Petrobras, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura e Ministério da Cidadania, e foi escolhido entre 2.214 inscrições na chamada pública Música em Movimento.

Acompanhado do baixista Jean Elton e do baterista Hugo Medeiros, Amaro iniciou o concerto com a obra “Coisa nº 4” de Moacir Santos, em seguida, o show foi preenchido com músicas autorais que traduzem elementos do maracatu, ciranda, frevo, maxixe e baião em uma linguagem única do jazz apresentada pelo artista.

A ótica do experimental ao unir jazz e cultura popular nordestina, abriu as portas do mundo para o artista que já se apresentou em renomados festivais e clubes de jazz, dentre eles: Dizzy’s Jazz Club (Nova Iorque), Ronnie Scott’s (Londres), Unterfahrt Jazz Club (Monique), Bari in Jazz e Grado Jazz (Itália). O recifense, que aos 28 anos surpreende o ouvinte com imprevisibilidade e compassos acelerados, é uma das grandes revelações do jazz brasileiro.