Conheça a filmografia de Cacá Diegues, que completa 80 anos

Cineasta é um dos fundadores do Cinema Novo e um dos grandes nomes do cinema brasileiro


Os filmes de Cacá Diegues são retratos da história do Brasil. Imagem: Divulgação/Getty Images

Em mais de 50 anos de carreira, Carlos Diegues trilhou uma das mais brilhantes trajetórias do cinema brasileiro. Nascido em Maceió, mudou-se para o Rio de Janeiro aos 6 anos de idade, onde cresceu e, no final da década de 1950, iniciou o movimento do Cinema Novo, junto com Glauber Rocha, Leon Hirszman, Paulo Cesar Saraceni e Joaquim Pedro de Andrade. Premiado em diversos festivais nacionais e internacionais, Cacá Diegues é também membro da Academia Brasileira de Letras e já foi homenageado pela escola de samba Inocentes de Belford Roxo. Conheça alguns de seus principais filmes:

Ganga Zumba (1964)

ganga zumba

Imagem: Reprodução/Copacabana Filmes

Baseado no livro homônimo de João Felício dos Santos, Ganga Zumba conta a história real do rei do quilombo dos Palmares. O filme é protagonizado por Antônio Pitanga e tem participação de Cartola e Dona Zica da Mangueira. Primeiro longa-metragem de Cacá Diegues, o filme marca a sua estreia no Cinema Novo: “Queríamos fazer nossos filmes originais no conteúdo e no modo de fazer, não havia motivo para temer que o público viesse vê-los e não se identificasse com eles, pois estaríamos falando dele mesmo, da nossa população. Dela e de sua linguagem”, diz o cineasta, em sua biografia “Vida de cinema: Antes, durante e depois do Cinema Novo”, lançada em 2014 pela editora Objetiva.

Xica da Silva (1976)

xica da silva

Imagem: Reprodução/Embrafilme

Estrelado por Zezé Motta, o filme conta a história da escrava que se tornou dama da sociedade depois de conquistar um rico contratador de diamantes. Produzido durante a Ditadura Militar, período onde o cinema investe em características mais populares, “Xica da Silva” é criticado pela sexualização exacerbada da personagem. Apesar disso, não deixa de fazer uma crítica sutil ao momento político, tendo como história principal a luta pela liberdade, como destaca Miriam de Souza Rossini no artigo “Xica da Silva e a luta simbólica contra a ditadura”. O filme pode ser alugado ou comprado no Apple iTunes.

Bye Bye Brasil (1979)

bye bye brasil

Imagem: Reprodução/Unifilms

Um dos mais celebrados trabalhos do diretor, “Bye Bye Brasil” aborda o processo de modernização vivido no final do governo militar. Os atores José Wilker, Betty Faria, Fábio Junior e Zaira Zambelli integram uma caravana de artistas que viaja pelo interior do país e decide cruzar a rodovia Transamazônica. O colunista da Folha de S. Paulo Inácio Araujo comentou: “As aventuras da Caravana Rolidei parecem não só perceber o surgimento de uma modernidade, como a constatação de uma era que entra em agonia. Dos melhores filmes de Carlos Diegues.” O longa pode ser visto nos serviços Looke e NetMovies.

Orfeu (1999)

orfeu

Imagem: Reprodução/Warner Bros.

Baseado na peça de Vinícius de Moraes, o filme retrata o romance entre Orfeu, o líder da favela e da escola de samba, e Eurídice, recém-chegada ao Rio de Janeiro. Vividos por Toni Garrido e Patrícia França, o amor dos dois provoca uma série de conflitos e violência. 

Deus é Brasileiro (2003)

deus é brasileiro

Imagem: Reprodução/Columbia Pictures

Cansado dos erros da humanidade, Deus resolve tirar férias, mas antes disso quer achar um substituto no Brasil, sendo ajudado pelo sertanejo Taoca. Antonio Fagundes, Wagner Moura e Paloma Duarte estrelam o filme, que está disponível no Amazon Prime Video.