Festival M.A.I.S. inicia hoje em comemoração à doação de sangue pela comunidade LGBTQI+

O festival do Movimento Artístico de Inclusão Social conta com 12 intervenções artísticas a partir das 15h

O festival do Movimento Artístico de Inclusão Social conta com 12 intervenções artísticas a partir das 15h


O cantautor Lucas Torres possui 15 anos de carreira e lançou seu disco de estreia “Signoser“, em 2018. Foto: Ernesto Rodrigues / Divulgação

Em comemoração à  liberação da doação de sangue pela comunidade LGBTQI+, o Movimento Artístico de Inclusão Social (M.A.I.S.) fará uma série de lives com artistas de diversas manifestações culturais. As lives iniciam hoje (30), às 15h, no Instagram do Movimento Ocupe a Peixaria Candeias. Serão 12 apresentações, entre elas setlist de DJs, pocket shows, intervenções poéticas, performance e divulgação de pesquisas acadêmicas.

O festival nasceu com o objetivo de celebrar a ordem do Supremo Tribunal Federal (STF) que derrubou a restrição da doação de sangue pela comunidade LGBTQI+, no dia 1° de maio de 2020. O STF alegou ser inconstitucional e discriminatória as restrições emitidas pela Anvisa e Ministério da Saúde. 

A curadoria e produção do evento é das produtoras Allen Jerônimo e Evelyn Padua. As apresentações serão na faixa de 40 minutos.

Programação do Festival:

15h: A pesquisadora e produtora Ayra
15h40: A pesquisadora Anti Ribeiro 
16h20: A DJ Boneka
17h00: A cantora, compositora e atriz Alana Martiniano
17h40: A cantora Atalia Santos 
18h20: A performer Renna Costa 
19h00: A cantora Blera 
19h40: O cantor e artista plástico Sávio Sabiá
20h20: A musicista Diana Martine
21h00: A DJ Dandara Luz
21h40: O cantor e autor Lucas Torres 

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp