Grande Prêmio do Cinema Brasileiro divulga finalistas da sua 19° edição

Os filmes pernambucanos "Bacurau", "Divino Amor" e "Estou me Preparando para Quando o Carnaval Chegar" foram selecionados

‘’Divino Amor’’, lançado em 2019, conta a história da escrivã Joana, que trabalha em um cartório e ajuda os casais a reatarem quando vão pedir o divórcio. Porém, Joana se ver em uma controvérsia quando também vive uma crise em seu casamento. Foto: Divino Amor/Divulgação

A Academia Brasileira de Cinema e Artes Visuais, responsável pelo Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, divulgou os finalistas das 32 categorias da premiação. O evento ocorrerá no dia 10 de outubro, com transmissão pela TV Cultura. Os vencedores receberão o Troféu Grande Otelo em suas casas, ao final da premiação. O longa-metragem pernambucano “Bacurau” de Kléber Mendonça e Juliano Dornelles, foi o filme mais indicado do prêmio, concorrendo à 15 categorias. Além dele, os filmes pernambucanos “Divino Amor” de Gabriel Mascaro e “Estou me Guardando Para Quando o Carnaval Chegar” de Marcelo Gomes, também foram indicados para as categorias de Melhor Longa-Metragem de Ficção e Melhor Documentário, respectivamente.

Neste ano, a 19° edição da premiação irá homenagear a indústria audiovisual. Segundo o jornal Diário de Pernambuco, o Presidente da Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais, Jorge Peregrino, comenta que “mesmo diante de tantas adversidades, estamos realizando o Grande Prêmio. Este ano vamos homenagear o trabalho dos milhares de profissionais que dedicam suas vidas a encantar as nossas vidas”.

A lista com 32 categorias, indica 200 profissionais, 35 longas-metragens brasileiros, 10 longas-metragens estrangeiros e 15 curtas-metragens também brasileiros. Nesta edição, foram inscritos mais de 1.300 profissionais, 81 longas de ficção,  56 de documentários, 64 curtas, 82 séries, 37 longas estrangeiros e 14 ibero-americanos. Além de “Bacurau”, “A Vida Invisível” (14 indicações) de Karim Aïnouz e “Simonal” (10 indicações) de Leonardo Domingues lideram o pódio de filmes indicados.

Confira a lista completa:

Melhor longa-metragem de ficção

A Vida Invisível

Bacurau

Divino Amor

Hebe – A Estrela do Brasil

Simonal

Melhor longa-metragem documentário

Alma Imoral

Amazônia Groove

Bixa Travesty

Estou me Guardando para o Carnaval Chegar

O Barato de Iacanga

Melhor longa-metragem comédia

Cine Holliúdy – A Chibata Sideral

De Pernas pro Ar 3

Eu Sou Mais Eu

Maria do Caritó

Minha Mãe É uma Peça 3

Socorro, Virei uma Garota!

Melhor longa-metragem animação

A Cidade dos Piratas

A Princesa de Elymia

Tito e os Pássaros

Melhor longa-metragem infantil

Cinderela Pop

Sobre Rodas

Turma da Mônica – Laços

Melhor direção

Daniel Rezende (Turma da Mônica – Laços)

Flavia Castro (Deslembro)

Gabriel Mascaro (Divino Amor)

Karim Aïnouz (A Vida Invisível)

Kléber Mendonça Filho e Juliano Dornelles (Bacurau)

Melhor primeira direção de longa-metragem

Alexandre Moratto (Sócrates)

Armando Praça (Greta)

Claudia Castro (Ela Disse, Ele Disse)

Dennison Ramalho (Morto Não Fala)

Leonardo Domingues (Simonal)

Melhor atriz

Andrea Beltrão (Hebe – A Estrela do Brasil)

Bárbara Colen (Bacurau)

Carol Duarte (A Vida Invisível)

Dira Paes (Divino Amor)

Julia Stockler (A Vida Invisível)

Melhor ator

Daniel de Oliveira (Morto Não Fala)

Fabrício Boliveira (Simonal)

Gregório Duvivier (A Vida Invisível)

Marco Nanini (Greta)

Silvero Pereira (Bacurau)

Melhor atriz coadjuvante

Alli Willow (Bacurau)

Bárbara Santos (A Vida Invisível)

Fernanda Montenegro (A Vida Invisível)

Karine Teles (Bacurau)

Sônia Braga (Bacurau)

Melhor ator coadjuvante

Antonio Saboia (Bacurau)

Caco Ciocler (Simonal)

Chico Diaz (Cine Holliúdy – A Chibata Sideral)

Flávio Bauraqui (A Vida Invisível)

Júlio Machado (Divino Amor)

Melhor direção de fotografia 

A Turma da Mônica – Laços

A Sombra do Pai

A Vida Invisível

Deslembro

Kardec

Bacurau

Melhor roteiro original

Los Silencios

Hebe – A Estrela do Brasil

Deslembro

Divino Amor

Bacurau

Melhor roteiro adaptado

Greta

Minha Fama de Mau

Carcereiros – O Filme

A Vida Invisível

Alma Imoral

Turma da Mônica – Laços

Melhor direção de arte

Turma da Mônica – Laços

Kardec

A Vida Invisível

Bacurau

Simonal

Melhor figurino

Hebe – a Estrela do Brasil

Kardec

Simonal

A Vida Invisível

Bacurau

Melhor maquiagem

Kardec

Morto Não Fala

Simonal

A Vida Invisível

Hebe – a Estrela do Brasil

Bacurau

Melhor efeito visual

Kardec

Morto Não Fala

Carcereiros – O Filme

Turma da Mônica – Laços

Bacurau

Melhor montagem ficção

Bacurau

A Vida Invisível

Greta

Turma da Mônica – Laços

Simonal

Melhor montagem documentário 

Amazônia Groove

Torre das Donzelas

Fevereiros

Meu Amigo Fela

Estou me Guardando para Quando o Carnaval Chegar

Bixa Travesty

Melhor som

Turma da Mônica – Laços

A Vida Invisível

Simonal

Bacurau

Melhor trilha sonora

O Juízo

A Vida Invisível

Bixa Travesty

Bacurau

Simonal

Melhor longa-metragem internacional

Cafarnaum

Coringa

Dor e Glória

Era uma Vez em… Hollywood

Parasita

Melhor longa-metragem ibero-americano

A Odisseia dos Tontos

As Filhas do Fogo

Família Submersa

O Tradutor

Vermelho Sol

Melhor curta-metragem animação

Apneia, de Carol Sakura e Walkir Fernandes

Céu da Boca, de Amanda Treze

Poética de Barro, de Giuliana Danza

Ressureição, de Otto Guerra

Só Sei que Foi Assim, de Giovanna Muzel

Melhor curta-metragem documentário

Amnésia, de Susanna Lira

Extratos, de Sinai Sganzerla

Fartura, de Yasmin Thayná

OLhos D’Água (Tuã Ingugu), de Daniela Thomas

Viva Alfredinho, de Roberto Berliner

Melhor curta-metragem ficção

Alfazema, de Sabrina Fidalgo

Angela, de Marília Nogueira

Baile, de Cíntia Domit Bittar

Rã, de Ana Flavia Cavalcanti e Julia Zakia

Sem Asas, de Renata Martins

Melhor série animação TV paga/OTT 

Bobolândia Monstrolândia

Charlie, o Entrevistador de Coisas

Lupita no Planeta de Gente Grande

Turma da Mônica Jovem

Zuzubalândia

Melhor série documentário TV paga/ OTT

#OFuturoÉFeminino

1968 – O Despertar

Bandidos na TV

Diálogo sobre o Cinema

Quebrando o Tabu

Melhor série ficção TV paga/ OTT

Aruanas

Coisa Mais Linda

Detetives do Prédio Azul (DPA)

Sessão de Terapia

Sintonia

Melhor série ficção TV aberta

Carcereiros

Cine Holliúdy

Elis – Viver É Melhor que Sonhar

Segunda Chamada

Sob Pressão

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp