Morre Ennio Morricone, compositor e maestro italiano; conheça a obra

Aos 91 anos, o compositor deixa mais de 500 canções compostas para filmes e séries

O italiano é um dos maiores nomes da música no cinema. Foto: Divulgação/Creative Commons

Na madrugada de hoje (6), morreu o compositor e maestro Ennio Morricone, aos 91 anos, em Roma. Ele estava hospitalizado devido a uma fratura no fêmur ocasionada por uma queda. De acordo com a nota divulgada à imprensa pelo advogado Giorgio Assuma, Morricone “permaneceu lúcido e com grande dignidade até o fim”.

Nascido em 10 de novembro de 1928, em Roma, Ennio Morricone é celebrado como um dos maiores compositores de trilhas sonoras do cinema. De sua parceria com Sergio Leone, diretor que foi amigo de infância, nasceram as marcantes trilhas sonoras dos filmes de faroeste italianos, os spaghetti western. A trilogia dos dólares, estrelada por Clint Eastwood (“Por um punhado de dólares”, “Por uns dólares a mais” e “Três homens em conflito”, lançados em 1964, 1965 e 1966), além de “Era uma vez no oeste” (1968) e “Era uma vez na América (1984) são as grandes parcerias dos italianos.

A trilha de “Três homens em conflito”, spaghetti western lançado em 1966, é uma das mais icônicas da história do cinema.

Na década de 1970, o compositor passou a fazer parte de grandes produções de Hollywood. Algumas de suas criações mais famosas embalam filmes como “Cinzas do Paraíso” (1978, dir. Terrence Malick), “Os Intocáveis” (1984, dir. Brian de Palma), e “A Missão” (1986, dir. Roland Joffé). Ainda assim, continuou a trabalhar em produções europeias, como “Cinema Paradiso” (1989, dir. Giuseppe Tornatore), “Ata-me!” (1989, dir. Pedro Almodóvar) e “Bugsy” (1991, dir. Barry Levinson).

Apesar de ter sido nomeado para o Oscar cinco vezes desde 1979, Ennio Morricone venceu sua primeira estatueta em 2016, pela trilha de “Os Oito Odiados” (2015, dir. Quentin Tarantino). Entretanto, foi premiado com seis BAFTAs, três Globos de Ouro, três Grammy Awards, dezenas de outros prêmios e ainda, um Oscar honorário em 2007, pelo conjunto da obra.

Morricone foi indicado ao Oscar de Melhor Trilha Sonora em 1986 pelo filme “A Missão”.

Onde assistir 

Na Netflix, você pode encontrar o filme “Era uma Vez no Oeste”, dirigido por Sergio Leone. Lançado em 1968, o filme faz parte do gênero spaghetti western, faroestes italianos produzidos entre as décadas de 1960 e 1970, e é considerado um dos mais importantes do gênero. A história traz Henry Fonda como um pistoleiro contratado para matar os opositores de um projeto ferroviário.

Outro filme com trilha sonora de Morricone disponível na plataforma é “O Enigma de Outro Mundo”, dirigido por John Carpenter e lançado em 1982. Ficção científica e terror se misturam na narrativa, na qual pesquisadores na Antártica desenterram, por acidente, um alienígena que volta à vida e passa a assombrar o acampamento.

Já Amazon Prime Video, estão disponíveis “Era uma Vez na América”, parceria com Sergio Leone lançada em 1984. Estrelando Robert de Niro, o filme, que foi planejado por dez anos, conta a história de um grupo de amigos que se tornam mafiosos na Nova York do início do século XX. “Ata-me!”, dirigido por Pedro Almodóvar, também contou com a trilha sonora composta por Morricone. O filme de 1990 traz Antonio Banderas como Ricky, um homem que, recém-saído de um reformatório, sequestra a atriz Marina Osorio (Victoria Abril) para que ela aprenda a amá-lo. 

No serviço de streaming da Amazon também se encontra “Os Oito Odiados”, filme com o qual Morricone venceu o Oscar de melhor trilha sonora. Lançado em 2015, o filme de Quentin Tarantino homenageia o spaghetti western, gênero o qual o cineasta é fã. O filme mostra a tensão gerada entre oito tipos que se abrigam na mesma cabana durante uma tempestade de neve.

Para ouvir as composições de Ennio Morricone, você também pode acessar seu perfil no Spotify.

ennio morricone

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp