Projeto reúne vozes para leitura coletiva da obra Grande Sertão: Veredas

A ação uniu pessoas de diferentes locais do Brasil para narrar a história da obra de Guimarães Rosa

Livro Grande Sertão: Veredas, edição de 2001 publicada pela editora Nova Fronteira. Foto: Osmar Freitas

O projeto “Ler Grande Sertão: Veredas” propõe a leitura coletiva do romance de Guimarães Rosa, da primeira à última frase, a partir de vídeos que são publicados diariamente no Instagram e no Facebook. A ação movimenta a cena literária cultural brasileira e conta através das vozes de várias pessoas  interessadas na história de amor de Riobaldo por Diadorim.

Mais de 120 pessoas se dispuseram a emprestar a voz às reflexões filosóficas de Riobaldo — personagem que narra a própria vida, desde a adolescência, antes de virar jagunço. As inquietações do pensamento do personagem vagueiam entre questões como a vida, o bem o mal, Deus e diabo.

A iniciativa surgiu como consequência do amor em comum dos poetas e coordenadores do projeto Alberto Pucheu, Caio Meira e Cláudio Oliveira pela obra de João Guimarães Rosa, um dos mais importantes escritores modernistas do século XX.

Publicada em 1956, Grande Sertão: Veredas é considerada uma das mais relevantes obras da literatura brasileira. Com elementos regionalistas e modernistas, o livro recebeu adaptações em formato de filme, minissérie, história em quadrinhos, documentário e até ópera.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp