Tatuagem, de Hilton Lacerda, é uma das produções disponibilizadas pelo Canal Brasil durante a quarentena

Minisséries, filmes e curtas-metragem são liberados pela plataforma nesses dias de quarentena

Trecho do filme pernambucano Tatuagem, que narra as dificuldades do relacionamento entre a estrela do grupo de teatro Paulete e o soldado Fininha, durante a Ditadura Militar. Foto: Divulgação

A fim de entreter os nossos dias de isolamento social, a plataforma Canal Brasil libera obras do audiovisual brasileiro de forma gratuita, até o dia 7 de maio, para assinantes e não assinantes do serviço. No canal, é possível assistir minisséries, filmes e curta-metragem.

Fazem parte do acervo produções contemporâneas como o filme Que horas ela volta? dirigido por Anna Muylaert, a filmes descendentes do movimento do Cinema Novo que marcaram o início da produção brasileira nos anos 60. Como o longa Deus e o Diabo na Terra do Sol do diretor Glauber Rocha, correspondente a essa época.

O canal oferece também a minissérie Toda forma de amor, que possui 4 episódios e é dirigida por Bruno Barreto. A narrativa é voltada a um grupo de terapia que explora as relações amorosas dos personagens, fugindo da heteronormatividade. Também está disponível o curta-metragem Negrum3 dirigido por Diego Paulino, mostra de forma ensaística o dia a dia de jovens negros em São Paulo.